Morre mais um opositor de Putin


Denis Voronenkov, Boris Nemtsov e os inimigos de Putin

Allan L. Dos Santos – No dia 27 de fevereiro, uma meia dúzia de russos lembrou dos dois anos do assassinato de Boris Nemtsov (Boris Yefimovich Nemtsov – Борис Ефимович Немцов), forte opositor de Putin que morreu em frente ao Kremlin, seria como se um conhecido opositor de um presidente americano morresse em frente à Casa Branca, ou, se aqui fosse, um opositor famoso fosse assassinato na praça dos Três Poderes em Brasília. Nemtsov denunciava a corrupção do governo Putin, mas sobretudo, da injusta ação MILITAR russa na Ucrânia, que roubou a Criméia para si. De acordo com a BBC, ele expressou, dias antes de sua morte, seu receio de morrer por se opor a Putin.

Marco Rubio, que eu me lembre, foi o único político americano a anunciar apoio ao protesto há dez dias atrás:

https://twitter.com/marcorubio/status/842089309905776640

Ontem, dia 23/3/2017, quinta-feira, ocorreu mais um assassinato: Denis Voronenkov, ex-deputado russo refugiado na Ucrânia, foi morto em Kiev. O Kremlin qualificou de “absurdas” as declarações sobre o suposto envolvimento da Rússia no assassinato do ex-deputado. “Consideramos que todas as invenções sobre o alardeado envolvimento russo são absurdas”, disse o porta-voz de da presidência da Rússia, Dmitry Peskov.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, declarou que o assassinato de Voronenkov causou “comoção” em Moscou.
Zakharova afirmou que a Rússia espera que a polícia ucraniana possa esclarecer o caso sem politizá-lo, mas manifestou que possivelmente as autoridades ucranianas não farão nada para resolvê-lo.

“O ‘regime assassino’, como já o chamam, pelo visto também fará nesta ocasião tudo para que ninguém nunca saiba a verdade do que ocorreu hoje, 23 de março, em Kiev. Depois das declarações do presidente da Ucrânia [Petro Poroshenko], não nos resta nenhuma dúvida a respeito”, disse Zakharova.

O presidente ucraniano acusou diretamente o Kremlin pelo assassinato de Voronenkov, crime que definiu como “um ato de terrorismo de Estado por parte da Rússia”.

Em reunião com responsáveis das forças de segurança, Poroshenko afirmou que neste crime “se vê a clara mão dos serviços secretos russos, a mesma que se manifestou em várias ocasiões em diversas capitais europeias”.
Voronenkov foi assassinado durante a manhã em pleno centro da cidade, quando saía de um hotel com seu guarda-costas.

No último dia 3, a Rússia declarou Voronenkov em busca e captura por diversos crimes financeiros. O ex-deputado fugiu em dezembro para a Ucrânia, onde criticou a anexação russa da península da Crimeia.

Além disso, um tribunal de Moscou ordenou sua detenção à revelia por dois meses a partir do momento em que fosse detido em território russo ou extraditado.

ENTRETANTO, a lista não para por aqui.

Abril de 2003 – Sergey Yushenkov foi assassinado perto de sua casa em Moscou.

Julho de 2003 – o jornalista investigativo Yuri Shchekochikhin morreu de uma misteriosa doença que o atacou por 16 dias.

Julho de 2004 – o Editor da revista Forbes na Rússia, Paul Klebnikov, foi atingido por um tiro em Moscou por um carro em movimento e morreu no hospital.

Outubro de 2006 – outra jornalista investigativa Anna Politkovskaya foi atingida por um tiro em seu apartamento em Moscou levando-a à morte.

Novembro de 2006 – Ex-espião russo Alexander Litvinenko morreu quase três semanas depois de ter tomado um chá que continha polônio-210, morrendo em um hotel em Londres.

Julho de 2009 – Natalya Estemirova foi encontrada morta do lado de fora de sua casa, na Chechnya, depois de ter sido raptada.

Fevereiro de 2015 – Boris Nemtsov, já citado acima.

Fevereiro de 2017 – Vladimir Vladimirovich Kara-Murza, outro opositor de Putin, foi envenenado mês passado e encontra-se em coma.

E, por último, Denis Voronenkov, morto ontem, 23 de Março de 2017.

Todas essas pessoas foram misteriosamente assassinadas e conhecidas como FORTES opositores de VLADIMIR PUTIN.

Anúncios

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s